Exposição
Por Lidia Capitani

18 exposições incríveis para conferir em São Paulo em fevereiro

As exposições sobre Leonardo da Vinci, Pelé 80 anos, OSGÊMEOS, John Lennon e Mônica estão na lista.

Fotos: Divulgação (via assessoria Suporte Comunica) | Divulgação (via assessoria A4&Holofote)

Apesar de ainda estarmos lutando contra a pandemia e, por consequência, em isolamento social, museus e centros culturais de São Paulo continuam com suas programações e exposições online e presenciais para entreter o público. São mostras de artes plásticas contemporâneas, fotografias, de grafitti, de vídeos, sobre caligrafia japonesa e até sobre a icônica personagem em quadrinhos Mônica.

Pensando nisso, o Guia da Semana listou 18 exposições incríveis para você ver em fevereiro de 2021. Confira:


► VÉXOA: NÓS SABEMOS

A Pinacoteca de São Paulo realiza uma exposição dedicada à produção indígena contemporânea, com curadoria da pesquisadora indígena Naine Terena. ‘Véxoa: Nós sabemos’ conta com a presença de 23 artistas/coletivos de diferentes regiões do país, apresentando pinturas, esculturas, objetos, vídeos, fotografias, instalações, além de uma série de ativações realizadas por diversos grupos indígenas.

Quando: até 11 de abril de 2021
Onde: Pinacoteca do Estado de São Paulo (Praça da Luz, 2, Luz)
Quanto: gratuito, mediante reserva de ingresso

Continua depois da publicidade


► LEONARDO DA VINCI – 500 ANOS DE UM GÊNIO

Na exposição online é possível passear por todas as áreas temáticas, incluindo a sala de projeção, com imagens em 360 graus. Assim, o público é levado a uma imersão completa com experiência em realidade aumentada de objetos expostos no espaço físico, além de ter acesso a uma série de vídeos com conteúdos que revelam aspectos curiosos do artista renascentista. Além disso, a visita online possui vídeos e áudio-guias com detalhes curiosos sobre a vida do gênio.

Onde: Online (confira aqui)
Quanto: R$ 20, acesso por 24 horas


► PAÍSES ESPELHADOS: BRASILEIROS E AFRICANOS QUE FALAM PORTUGUÊS

Por meio de imagens, artesanatos, têxteis, música, lendas e histórias das tradições oral e escrita e da culinária, a exposição apresenta as trocas culturais entre os países lusófonos Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Quando: até 27 de fevereiro de 2021
Onde: Sesc Consolação


► PELÉ 80 - O REI DO FUTEBOL

“Pelé 80 – o Rei do Futebol” é uma exposição lúdica que conta toda a trajetória de Pelé por meio da montagem e animação de 444 imagens históricas. São imagens que cobrem desde os primeiros anos de Pelé em Três Corações, interior de Minas Gerais, até a conquista da fama mundial na Copa de 1958; os 18 anos defendendo o Santos Futebol Clube; a consagração definitiva na Copa de 1970; e o último jogo pelo Cosmos, de Nova York.

Quando: até 14 de abril de 2021
Onde: Presencial - Museu do Futebol (Estádio do Pacaembu - Praça Charles Miller)
Horário de funcionamento: de quinta a domingo, das 13h às 19h
Observações: a capacidade do museu foi reduzida e o acesso será feito exclusivamente mediante aquisição antecipada de ingresso com hora marcada, mesmo por quem tem direito a gratuidade. Será obrigatório o uso de máscara e há totens de álcool gel em vários pontos do percurso. Os equipamentos interativos foram adaptados para funcionar com comandos a partir do celular dos visitantes, evitando toque em botões e telas.
Quanto: R$ 20 inteira, R$ 10 meia


► OSGEMEOS: SEGREDOS

Para a mostra na Pinacoteca, o duo apresenta pinturas, instalações imersivas e sonoras, esculturas, intervenções site specific, desenhos e cadernos de anotações. Esses últimos, da fase ainda adolescente e apresentados ao público pela primeira vez, antecedem os famosos personagens amarelos, abrindo caminho para a compreensão da raiz de seu surgimento.

Quando: até 22 de fevereiro de 2021
Onde: Pinacoteca (Praça da Luz, 2 - Luz)
Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 14h às 20h
Quanto: R$ 25 apenas pelo site da Pinacoteca (www.pinacoteca.org.br) - meia entrada R$ 12,50.


► JAPAN HOUSE SÃO PAULO NA VIAQUATRO

Em parceria com a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela de metrô, a Japan House São Paulo, instituição dedicada a apresentar a diversidade da cultura japonesa, apresenta uma mostra itinerante nas estações Luz e Paulista nos meses de janeiro e fevereiro. Composta por 20 telas, divididas em 10 painéis, a exibição reúne fotografias que fazem uma breve retrospectiva das exposições vistas na instituição nipônica desde a sua inauguração na Avenida Paulista, em maio de 2017. A seleção das imagens, além de ressaltar a diversidade temática e os universos do Japão, revela ao público que circula pelas estações alguns nomes da arte, da moda, da cultura dos mangás e da arquitetura japonesa.

Quando: Estação Paulista de 1 a 26 de fevereiro
Onde: Estação Luz e Paulista do metrô
Quanto: gratuito


► CLUBE DE COLECIONADORES DE FOTOGRAFIA DO MAM – 20 ANOS

A exposição “Clube de colecionadores de fotografia do MAM – 20 anos” apresenta parte do acervo do museu em 107 obras. Na mostra, também é possível conhecer as coleções particulares de centenas de pessoas que fazem ou fizeram parte do Clube nessas duas décadas.

Quando: até 1 de agosto de 2021, das 12h às 18h
Onde: MAM
Quanto: gratuito, mediante reserva de ingresso


► ANTONIO DIAS: DERROTAS E VITÓRIAS ​

A exposição “Antonio Dias: derrotas e vitórias” apresenta uma retrospectiva da obra do artista a partir do seu acervo. Confira um conjunto de trabalhos desde as primeiras abstratas do início dos anos 1960 até a última tela pintada por Dias. São instalações, pinturas, filmes e obras em diversos suportes na mostra inédita no MAM.

Quando: até 21 de março de 2021
Onde: MAM
Quanto: gratuito


► BEATRIZ MILHAZES: AVENIDA PAULISTA

Realizada em conjunto com o Museu de Arte de São Paulo (MASP), a mostra percorre o arco de produção da artista entre 1989 a 2020 e revela o desdobramento de seu trabalho para outros suportes além da pintura. Com cerca de 170 obras, a mostra contém obras inéditas nas duas instituições e torna-se a maior exposição de Beatriz já vista pelo público. No Itaú Cultural, apresenta 79 obras – três delas, inéditas: Havaí em amarelo vibrante, Cor de pele e Giro horizontal – entre colagens, gravuras e um minidocumentário sobre a obra da artista, realizado pelo Núcleo de Audiovisual e Literatura da organização. No MASP, os curadores Adriano Pedrosa e Amanda Carneiro, reuniram pinturas, em grandes e pequenos formatos, além de esculturas e desenhos.

Quando: até 30 de maio de 2021
Onde: Itaú Cultural e MASP
Quanto: Itaú Cultural (gratuito); MASP (R$ 45 (entrada); R$ 22 (meia-entrada) | gratuita às terças-feiras, durante o dia todo


► MÃES INVISÍVEIS

A Estação Campo Belo recebe a mostra "Mães Invisíveis", uma celebração da força da mulher com deficiência. A exposição, com 20 fotografias acompanhadas de depoimentos, é uma parceria da fotógrafa Maria Paula Vieira - cadeirante devido a uma doença genética que causa problemas de locomoção - com a ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação da Linha 5-Lilás de metrô. A mostra tem como objetivo exaltar a beleza, a autoestima e a coragem dessas mães que desejam ser reconhecidas para além da condição de seu corpo.

Quando: Estação Campo Belo: de 1 a 28 de fevereiro | Estação Moema: de 1 a 31 de março | Estação Brooklin: de 1 de dezembro a 30 de abril
Onde: Estações da linha 5-Lilás do metrô
Quanto: gratuito


► OXBOW LAKE TIME

A Videobrasil apresenta a mostra online da artista sul-coreana Ayoung Kim, Oxbow Lake Time. Esta é a segunda exposição do projeto “Anthropocene: Korea x Brazil 2019 – 2021”, que celebra seis décadas de relações diplomáticas entre Brasil e Coreia do Sul. Ayoung Kim é um dos nomes mais proeminentes da cena artística de seu país e nesta mostra de vídeos ela sintetiza sua pesquisa em torno da biopolítica e controle de fronteiras, da inteligência artificial, da origem ancestral e do futuro iminente.

Quando: de 1 a 28 de fevereiro
Onde: confira aqui
Quanto: gratuito


► NOS CONFINS

Transportar a imagem ao seu limite provocando alargamentos e distorções na realidade por meio de excessos cromáticos, repetições, reflexões e materiais distintos. Transformá-la em um enigma e em um deslocamento de um processo automático de leitura do observador. Essa amplitude de significados é proposta pelo artista Gabriel Botta em ‘Nos Confins’, sua primeira exposição individual na Galeria Kogan Amaro.

Quando: até 27 de fevereiro
Onde: Galeria Kogan Amaro (Alameda Franca, 1054 - Jardim Paulista)
Horário: de segunda a sexta-feira, das 11h às 19h, com agendamento prévio
Quanto: gratuito (o público pode visitar a exposição com horário agendado pelo telefone 11 3045-0755 / 0944 ou e-mail atendimento@galeriakoganamaro.com).


► AFRO TONS MEU OLHAR

A ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação da Linha 5-Lilás do metrô, leva para a Estação Eucaliptos a mostra "Afro Tons Meu Olhar". A artista plástica Vera Rocha apresenta o amplo universo da cultura negra brasileira através de 20 painéis. Ela procura compartilhar seus sentimentos e aprendizados no complexo universo da negritude brasileira, seus laços na África e suas diásporas, sempre com um olhar pelo afeto e o desejo de expressar, por meio da arte, seu anseio por um mundo melhor para todos.

Quando: de 1 a 28 de fevereiro
Onde: Estação Eucaliptos - Linha 5-Lilás
Quanto: gratuito


► JOHN LENNON EM NOVA YORK POR BOB GRUEN

"John Lennon em Nova York, por Bob Gruen" ocupa os dois andares do Museu da Imagem e do Som (MIS) e revela, por meio de mais de 130 imagens selecionadas pelo fotógrafo Bob Gruen, a vida do ex-Beatle. Além das 130 imagens, a mostra também apresenta uma seleção inédita de 40 fotos vintage, que são expostas em ampliações originais feitas pelo fotógrafo.

Quando: até 14 de fevereiro
Onde: MIS (Av. Europa, 158)
Horário: sextas, sábados e domingos, das 12h às 18h
Quanto: sábados e domingos: R$ 10 a R$ 20; entrada gratuita às sextas-feiras e para crianças até cinco anos


► MÔNICA’S

O SP Market, shopping da Zona Sul de São Paulo, anuncia prorrogação da exposição Mônica’s, da Mauricio de Sousa Produções. São 14 estátuas de 1,60cm da baixinha mais famosa do Brasil, produzidas em fibra de vidro, que foram personalizadas por artistas escolhidos pelo próprio Mauricio de Sousa, que também não ficou de fora e criou a sua versão. Entre os artistas convidados para dar vida às Mônica’s estão Tikka Meszaros, Fido Nesti, Ale Magrini, Erica Mizutani, Alex Senna, Alexander Borba, Crânio, Hiro Kawahara, Renato Guedes, Titina Corso, Mauro Souza, Danilo Beyruth e Maramgoní.

Quando: até 28 de março
Onde: Shopping SP Market (Av. das Nações Unidas, 22540 - Jurubatuba)
Quanto: gratuito


► O QUE É FELICIDADE PARA VOCÊ?

Nos meses de fevereiro e março, a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação da linha 4-Amarela de metrô de São Paulo, recebe a exposição "As Caras do Brasil", um trabalho elaborado pelo fotógrafo e designer gráfico Marcello Garutti. O artista cruzou o Brasil de Norte a Sul de moto em busca de um novo olhar sobre a diversidade sociocultural do país. Nas várias regiões em que esteve, retratou pessoas enquanto respondiam a seguinte pergunta: "o que é felicidade para você?".

Quando: Estação Oscar Freire - de 1 a 28 de fevereiro / Estação Faria Lima - de 2 a 31 de março
Onde: Estações Oscar Freire e Faria Lima
Quanto: gratuito


► DÕ: O CAMINHO DE SHOKO KANAZAWA

A Japan House São Paulo abre em fevereiro a exposição inédita, ‘DÕ: O caminho de Shoko Kanazawa’, com 11 obras de grande dimensão. As peças trabalham conceitos poéticos e mensagens positivas que mostram a relevância da expressividade dos traços da artista Shoko Kanazawa na caligrafia japonesa, o Shodo.

Quando: até 28 de fevereiro
Onde: Japan House (Avenida Paulista, 52)
Horário: de terça-feira a domingo, das 11h às 17h
Quanto: gratuito


► QUEM CONTA ESSA HISTÓRIA: JORNALISTAS REFUGIADOS OU REFUGIADOS JORNALISTAS?

No dia 3 de fevereiro ocorre a inauguração da exposição fotográfica “Quem conta essa história: jornalistas refugiados ou refugiados jornalistas?”, desenvolvida a partir de uma iniciativa conjunta entre a ONU, o jornal Folha de S. Paulo e o Museu da Imigração. Até 30 de maio, o público tem a oportunidade de conhecer os motivos do deslocamento forçado, a trajetória e o processo de integração de quatro jornalistas que deixaram seus países de origem em busca de proteção internacional no Brasil.

Quando: até 30 de maio
Onde: Museu da Imigração (Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca)
Horário: de quarta a domingo, das 11h às 17h
Quanto: R$10 e meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos | grátis aos sábados

Por Lidia Capitani

Atualizado em 24 Fev 2021.