Exposição
Por Redação Guia da Semana

CCBB Educativo realiza visitas especiais online no dia 21 de abril; saiba mais!

Passeio virtual é uma ação especial em comemoração aos 20 anos do CCBB São Paulo.

Foto: Divulgação (via assessoria - Betini Comunicação)

Para celebrar o aniversário de 20 anos do Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo, o Programa CCBB Educativo - Arte e Educação realiza duas visitas especiais e virtuais que convidam o público a dialogar sobre o centro histórico, o contexto de formação da capital paulista (triângulo histórico) e como um centro cultural pode valorizar o passado ao mesmo tempo em que promove ações no presente. Os encontros estão marcados para esta quarta-feira, 21 de abril, às 13h e às 16h30. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site .

O edifício do CCBB São Paulo, construído em 1808 com o propósito da criação do Banco do Brasil, está localizado na esquina da Rua Álvares Penteado com a Rua da Quitanda, no coração da cidade. A instalação e manutenção do CCBB em um prédio em pleno Centro histórico da capital paulistana refletem a preocupação com a revitalização da área que abriga um inestimável patrimônio arquitetônico, fundamental para a preservação da memória da principal metrópole da América Latina.

Nesses encontros virtuais, o público será convidado a refletir sobre a importância do CCBB São Paulo para a revitalização da área central da cidade, com a sua modernização urbana e investimentos na cultura. Entre as curiosidades, os navegantes poderão conhecer o vitral do 3º andar, que permite uma visão geral do prédio e de seus detalhes; os balcões, que eram usados para atendimento aos clientes do banco, foram adaptados e agora podem ser vistos na livraria, na cafeteria e na bilheteria.

Já no subsolo, está o cofre fabricado na França, no início do século passado, que tem seu interior e portas inteiramente preservados. No térreo, o átrio central conserva o piso original e mosaico feito com técnica italiana. A insígnia do BB pode ser vista também no gradil de ferro fundido do mezanino e do 1º andar. No início do século XX, o acesso ao cofre do subsolo era feito exclusivamente pelo "elevador pantográfico".

Atualizado em 20 Abr 2021.